now i'm a warrior
“Ela gostava de ler. Eu sempre fui apaixonado por romancistas. Ela tinha olhos verdes. Eu sempre me interessei por olhos claros. Ela tinha a pele pálida. Eu nunca gostei de sol. Ela dizia não gostar de televisão. Eu sempre preferi livros e vinho. Ela carregava sobre si todas as dores do mundo. Eu sempre me senti um peso. Ela nunca aprendeu amar. Eu sempre fui um bom professor.”
Querido John.  (via autografia)

“De vez em quando fico triste do nada, com motivo ou sem motivo. De vez em quando fico feliz do nada, com razão ou sem razão. É assim, as vezes dá vontade de sair pulando, distribuindo beijinho, dando abraços e, em outras, dá vontade de mandar todo mundo pra muito, muito longe.”
Clarissa Corrêa. (via c-collapse)

“Existem momentos na vida em que a melhor saída é seguir em frente. Focar em você, você e você. Deixar para trás o que ficou para trás. Respirar novos ares, conhecer novas pessoas, e viver novas aventuras. E se no caminho alguém olhar para você te chamando de egoísta, você responde: Não sou egoísta, apenas conheci o amor próprio.”
Autor Desconhecido. (via autografia)

“Quando a gente conversa, contando casos, besteiras… Tanta coisa em comum, deixando escapar segredos. E eu não sei que hora dizer, me dá um medo. Que medo. É que eu preciso dizer que eu te amo, te ganhar ou perder sem engano. É, eu preciso dizer que eu te amo, tanto. E até o tempo passa arrastado só pra eu ficar do teu lado. Você me chora dores de outro amor, se abre e acaba comigo. E nessa novela eu não quero ser teu amigo. (…) Eu já não sei se eu tô misturando, eu perco o sono lembrando em cada riso teu qualquer bandeira, fechando e abrindo a geladeira a noite inteira.”
Cazuza  (via casebre)

“Não sou sua mãe, mas pode chorar um pouco se quiser. É até bem bonitinho. Me deixa provar que também sei ouvir, pra depois a gente decidir onde comer e tudo seguir dando certo.”
Gabito Nunes.  (via casebre)

“Eu sempre te amei sob qualquer circunstância que passamos. Te amei quando não podia falar comigo. Te amei quando me fazia sorrir. Te amei quando me fazia chorar. Te amei quando passávamos noites conversando. Te amei quando você dizia me amar mais. Te amei quando você quis partir. Te amei quando ninguém te amava. Te amei quando você não queria falar com ninguém. Te amei quando estava sozinho. Te amei quando estava com outra. Te amei quando me beijava devagar. Te amei quando disse que me odiava e também quando falou que eu só te atrapalhava. Te amei quando mentiu sobre isso só pra me ver longe. Te amei quando me fazia carinho. Te amei até quando não acreditava mais em amar você. Te amei quando disse que eu era tudo pra você e quando me disse que eu não era uma boa pessoa para se estar. Eu te amei de todas as formas que eu podia, me doei ao máximo e fiz de você meu ponto fraco. Você sempre foi tudo pra mim, aquele que eu sempre pude contar quando precisava, mas seu único defeito sempre foi o seu orgulho e você me perdeu por isso. Sempre disse que não viveria sem eu estar ao seu lado mas nunca me impediu de partir, nunca tomou iniciativa e isso vai desgastando aos poucos, vai corroendo a gente. Te amei principalmente em todos os momentos enquanto estávamos juntos, mas o amor é um fardo pesado demais para uma pessoa só segurar. Eu te amei, mas amei sozinho.”
Gabriel Sander. (via autografia)

“O tempo está bom, do jeito que gosto, nublado, friozinho. Esta bom pra colocar aquela musica pra tocar, assistir um filme, pensar, escrever. O tempo está bom pra uma visita sua, um eu te amo com a sua voz, o tempo está bom para nos amarmos.”
Traste B.  (via allaxg)

“Sabe do que você precisa menina? Precisa se reinventar, precisa se reencontrar e precisa recomeçar. Sei que doeu tudo o que você passou, mas reinvente um porque para ser feliz. Sei que você ficou sem rumo depois desse “baque”, mas se reencontre dentro de si mesmo. E por mais que tenha sido doloroso está na hora de recomeçar. Pinte o céu de outra cor, coloque um sorriso no rosto, e seja o motivo da sua felicidade.”
Traste B.   (via allaxg)

“Amar, é colocar as necessidades do outro acima das suas.”
Froozen. (via allaxg)

Pai eu só confio em Ti.


“O dia chegava ao fim, um flash back dos momentos tão lindos e felizes que passaram juntos começavam a invadir a superfície de sua mente. ” Porque não te conheci antes? ” -pensava. E as memórias de tempos remotos, passados, insistiam em estragar o momento. Então, balançava a cabeça, como se isso fosse apagar as lembranças tristes, suspirava e dizia a si mesma : ” Porque Deus fez planos melhores que os meus, o segredo era esperar. ” Ajoelhava e agradecia. ” Obrigado Senhor, por me conceder a dádiva do amor correspondido e da alegria duradoura , mesmo depois de desagradar-te tantas vezes. Obrigado senhor por acreditar no meu eu, e não desistir da menina dos teus olhos.”
Bianca Lemes Monteiro  (via allaxg)

“Finja que sou seu cigarro, me tragando, deixe-me explorar sua boca e entrar dentro de você, trazendo assim sensações boas para seu dia, mas permaneça com a fumaça por um bom tempo, não solte assim ao vento tão rápido, aproveite cada segundo, até você me soltar mais uma vez, ao vento, ao relento.”
— (via allaxg)

“Existem coisas piores que estar sozinho
mas geralmente leva décadas para entender isso
e quase sempre quando você entende é tarde demais.
E não há nada pior que tarde demais.”
Buk  (via allaxg)

“O mundo da voltas. Quem hoje brinca amanhã vira brinquedo.”
L.M  (via allaxg)

“Às vezes acho que sou um drama. Puro drama barato de menina emburrada. Drama de menina que sabe muito bem o que faz, mas continua só para ganhar uns mimos. Mas às vezes me acho tão fria. Fria e direta, sem manha nem choro. Vez ou outra, me acho radiante. Com brilho grande, desses que iluminam meio caminho à frente. Por outras, me vejo com tamanha escuridão. Me vejo numa grosseria que nem eu me aguento. Às vezes sinto-me tão leve e, às vezes, tão pesada. Meus pés pesam, minha cabeça ainda mais. Me sinto chumbo às vezes. Outras, me sinto orvalho. Me sinto pena, folha perfumada de limoeiro. Há dias em que sou sol, dias em que sou chuva. Dias que eu faria tudo por todos e dias em que eu não daria um passo nem por mim mesma. Às vezes sou de uma doçura imensa. Às vezes chego na amargura total. E é por isso que não sei afirmar nada sobre mim. Dois mais dois é quatro, mas o que dizer de algo não exato? Às vezes sou quatro, às vezes sou cinco? Não sei me explicar justamente por isso. Não sei se sou claro ou escuro. Talvez eu seja neutro. Ou talvez eu não seja nada. Sabe o zero que não sabe se é positivo ou negativo? Então, sou ele.”
Desconhecido. (via allaxg)

THEME